Pequeno dicionário amoroso do empreendedorismo digital

Quando você sente o chamado de criar uma empresa feminina de impacto para através dela levar seu servir pro mundo, você vem para a internet para aprender a como fazer isso.

E aí fica perdida com uma linguagem que quase parece estrangeiro. Deixe-me trazer nitidez para esses termos que nós usamos aqui.

Dicionário Marketês

É sua capacidade de trazer pessoas para notarem sua comunicação e participarem das ações que você faz.

Tráfego Orgânico – não tem nada a ver com a Bela Gil. Basicamente é o seu alcance orgânico. Vem da distribuição feita pelo algoritmo e pelas indicações e compartilhamentos espontâneos.

Tráfego pago – é quando você investe dinheiro para que uma ferramenta mostre sua comunicação para um determinado público.

Esse termo foi criado em 1970, na metodologia spin selling e basicamente significa: pessoas que se cadastram em suas listas.

Exemplo: todo mundo que se cadastra em um evento gratuito meu, pode ser chamado de Lead.

Seguidores no Instagram não são leads, ok! Já que eles não se cadastraram. Ter listas é fundamental para que você tenha mais controle de que sua comunicação está chegando nas pessoas com quem você quer falar.

As pessoas (ou leads) podem se cadastrar nas suas listas através de uma página de cadastro. Tem uma galera no marketing que chama essa página de captura. Mas como eu não acredito que pessoas sejam capturadas, sugiro que você chame página de cadastro.

Você pode oferecer um presente para que pessoas se cadastrem, como uma aula exclusiva, um PDF, uma planilha, etc… isso incentiva bastante! Só não chame o presente de Isca Digital. Seus leads não são peixes, ok!

É um formato de post daqui do Insta. E é dos que mais funciona na minha comunicação. Basicamente uma sequência de até 10 imagens.

Pela minha experiência, esse tipo de postagem entrega conteúdo profundo e deixa na mão da audiência o controle de como consumir, já que é ela que tem a autonomia de virar as páginas e voltar o quanto quiser.

Uma dica: Faça carrosséis que tenham soluções, inspiração e posicionamento na mesma postagem.

É a comunicação de uma oferta. A oferta não é o preço do produto, mas também sua promessa, benefícios, etc. Essa comunicação envolve uma narrativa de apresentação do produto do ponto de vista do cliente. Elementos como história e plausibilidade são fundamentais.

Você pode fazer seu pitch em lives, vídeos gravados, stories. É basicamente uma carta de vendas.

É só a parte mais importante de todas. O Sol do seu negócio. É a cliente ideal, aquela para quem você cria produtos, soluções, serviços, conteúdo.

Quanto mais a orientação do seu negócio estiver voltada para ela, mais chances você tem de crescer. Mergulhe todos os dias profundamente na alma dessa pessoa e tenha ideia fixa em solucionar os problemas dela.

Minha persona se chama Val e eu amo demais essa mulher!

É uma página dedicada exclusivamente a uma oferta — oferecer material gratuito, vender um produto, etc. — em troca de algo.

Essa moeda de troca pode ser tanto dinheiro, no caso de um produto sendo vendido, como informações pessoais usadas para nutrir o lead mais tarde — no caso de um material gratuito, por exemplo.

©2022 Isabele Moreira. Todos os direitos reservados

Informações

Instituto Ventre e Coracao Escola de Mulheres Ltda.
CNPJ: 26.484.260/0001-73

Gostaria de fazer uma sugestão?